top of page

Dica cultural: Tudo é Arte, Tudo é Brinquedo

18/07 a 28/11

  • Terças-feiras, das 14h30 às 17h30

  • Diversos espaços/ atividade itinerante

  • Classificação indicativa: livre

  • Grátis

  • Inscrições via Formulário de Intenção. Através dos e-mails dos interessados, informados no Formulário, as mediadoras entrarão em contato para fornecer mais detalhes a respeito das atividades e andamento do projeto.

  • É recomendado o uso de máscara

Imagem: Centro Cultural São Paulo

O projeto “Tudo é Arte, Tudo é Brinquedo” foi selecionado pela 10ª edição do Edital de Mediação em Arte e Cidadania Cultural do CCSP e será realizado no 2º Semestre de 2023, por meio de 20 ações de mediação cultural, educativa e artística nos diversos espaços do CCSP. Tudo é Arte, Tudo é Brinquedo busca aproximar o universo das artes visuais da experiência do brincar em suas diversas formas, histórias, espaços e culturas, investigando a experiência estética, as noções de realidade e fantasia, os locais em que as brincadeiras e as artes se materializam, os limites das obras em seus diferentes suportes, assim como os processos criativos. Seriam as atividades da infância determinantes na formação da linguagem artística? Os ambientes em que vivem as crianças influenciam seu lado artístico? O artista quando era criança já era artista? Toda criança já é uma artista? O objetivo é pensar e experimentar o brincar como uma forma de expressão e um exercício de imaginação e reflexão sobre o mundo. Assim, pretende-se trazer o lúdico para o cotidiano, transformando o CCSP em um grande espaço de brincar. A temática central da proposta pode levar a uma leitura de que as ações são orientadas para o público infantojuvenil, no entanto, o projeto propõe que as atividades também sejam vivenciadas pelos cuidadores responsáveis que estiverem acompanhando as crianças e por outros adultos frequentadores presentes sem crianças no CCSP, além de educadores que se interessarem em participar. A ideia é trazer o brincar de forma mais cotidiana para os espaços do CCSP, em relação às outras atividades realizadas no local. O brincar é essencial à vida, em todas as idades. É através da brincadeira que a criança descobre e se relaciona com o mundo, aprende sobre as tradições e a relação com o outro. Para o adulto, o brincar também pode ser fonte de ressignificação da vida. Os 20 encontros brincantes estão divididos em 5 blocos temáticos, a saber: Brincar com o Corpo, Brincar com Imagens, Brincar com Sons, Brincar ao Ar Livre e Brincar com as Palavras. A intenção é que todo o público se divirta e se deixe levar pelo inesperado e pela alegria! Brincar no banheiro, na biblioteca ou na rua, enquanto espera uma sessão de cinema ou transita entre os espaços urbanos. A programação detalhada poderá ser acessada no Formulário de Interesse em Participar. A respeito do Formulário, ele não será um meio para formalizar uma inscrição. A proposta é a de que as pessoas interessadas em participar o preencham indicando seu endereço de e-mail para receber nossas mensagens-convite, além de informações sobre as propostas das atividades que serão realizadas a cada encontro do projeto.


Sobre as mediadoras:

Mariane Klettenhofer atua como educadora, designer e artista. Buscará trazer a reflexão sobre a arte e seus processos criativos. Pesquisadora nas áreas de cultura e produção simbólica, apresentará referências de brinquedos realizados por artistas, contextualizados em uma prática pedagógica. Pretende evidenciar a construção de narrativas e diferentes formas de linguagens que acontecem por meio do brincar. Marieta Colucci é arquiteta-urbanista com enfoque em mobilidade ativa e cidades acolhedoras às infâncias, e irá instigar os participantes a partir do olhar para a arquitetura, a cidade e o corpo. Pretende resgatar memórias de infância e refletir sobre a importância dos espaços públicos e de convivência para o desenvolvimento infantil. Victoria Gardinali é formada em Estudos de Mídia e pós-graduanda em Arte Educação. Experiência na área de educação no terceiro setor, museus e instituições culturais, com foco no atendimento do público infantil e juvenil. Interesse na área da dança e teatro. Confiante na arte como ferramenta de fortalecimento comunitário e propulsora de criatividade social, dará assistência aos encontros de mediação, com atenção especial às expressões corporais, estímulo à criatividade e engajamento dos participantes, além do auxílio com questões de acessibilidade.


Fonte: CCSP

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page