top of page

Jamef segue passos da Fabet e MB, e entra em movimento para inclusão da mulher no TRC


No ano passado, a Jamef teve um crescimento de 160% no número de mulheres contratadas. | Foto: Arquivo

A inclusão das mulheres no transporte rodoviário de carga tem ganhado cada vez mais apoio. Desde a iniciativa da Fabet (Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte), que iniciou o processo de formação de mulheres no Brasil, com diversos cursos exclusivos para turmas de mulheres formarem em condutoras de caminhões ou gestão estratégica de transportadoras, até o projeto “Voz Delas” da Mercedes-Benz. A Fabet conta com cursos exclusivos para turmas de mulheres formarem em condutoras de caminhões ou em gestão estratégica de transportadoras para aquelas que querem crescer na carreira de executiva. Agora é a Jamef que se uniu ao movimento “Vez & Voz – Mulheres no TRC”, uma iniciativa do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo e Região (SETCESP) que tem como intuito valorizar as mulheres que trabalham no setor.

Dados da Secretaria Nacional de Trânsito apontam que o Brasil possui aproximadamente 4,39 milhões de Carteiras Nacionais de Habilitação para veículos pesados, 97,19% de homens e apenas 2,81% mulheres. O percentual no Brasil ainda é maior do que o de alguns países da União Europeia. Segundo a IRU (União Internacional do Transporte Rodoviário), a participação da mulher no setor não passa de 2%.

Enquanto isso, na Jamef…

Embora a presença feminina ainda seja modesta no país, a Jamef tem como propósito incentivar a participação das profissionais na área. Atualmente, a empresa conta com cerca de 4 mil colaboradores, dos quais 680 são mulheres. Nos últimos anos, a transportadora registrou um aumento expressivo na quantidade de mulheres contratadas. Em 2022, a Jamef observou um crescimento de 160% no número de mulheres contratadas. Um avanço ao percentual já expressivo que havia sido observado em 2021, que foi de 85%.

Kelly Cristine, motorista da Jamef. | Foto: Arquivo

“A Jamef é uma empresa que promove uma gestão inclusiva entre seus profissionais com ações constantes para a equidade de gênero e de fomento à cultura de valorização da mulher”, diz Fernando Borges, diretor de Recursos Humanos da empresa.

É o caso de Suellen Xavier de Araújo, que começou como recepcionista na companhia há 16 anos e comemora o início de 2023 em um novo cargo de liderança: de gerente na filial de Goiânia (GO). “A Jamef sempre apoiou o meu crescimento e investiu na minha carreira profissional. Sou privilegiada por estar em uma empresa com um olhar para o crescimento das mulheres e que não efetua nenhuma distinção. Sinto que o tratamento é igual ao de um homem que ocuparia a mesma posição”, conta.

Fonte: Transporte Mundial

28 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page