Mercedes-Benz promove debate sobre infraestrutura para mulheres no transporte

“Programa Delas” reuniu Vovó Cida, vice-presidente da ONG Guerreiros da Estrada; Ana Carolina Jarrouge, presidente executiva do SETCESP, e Ebru Semizer, gerente sênior de Marketing Comunicação & Inteligência de Mercado Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil, para uma troca de ideias sobre as condições oferecidas para as motoristas e as cristais nas estradas, pontos de parada e empresas



A Mercedes-Benz Caminhões, por meio do Movimento “A Voz Delas”, promoveu um debate sobre a infraestrutura para mulheres no transporte. O conteúdo está disponível no Facebook e no YouTube. Trata-se de um novo bate-bola do “Programa Delas”, que reuniu no Espaço Mercedes, na fábrica da Empresa em São Bernardo do Campo (SP), Vovó Cida, vice-presidente da ONG Guerreiros da Estrada, e Ana Carolina Jarrouge, presidente executiva do SETCESP (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região). Elas foram recebidas por Ebru Semizer, gerente sênior de Marketing Comunicação & Inteligência de Mercado Caminhões da Mercedes-Benz do Brasil.


Sob a condução do apresentador Sérgio Kaskanlian, do Planeta Caminhão, Vovó Cida, Ana Carolina e Ebru participaram de uma troca de informações e ideias sobre as condições oferecidas para as motoristas e também para as cristais nas estradas, pontos de parada e empresas. Durante o programa, foram exibidos vídeos com depoimentos de cristais que percorrem o Brasil ao lado de seus maridos motoristas e ainda de Roberta Torres, coordenadora do Núcleo de Educação do Observatório Nacional de Segurança Viária.


“O Movimento ‘A Voz Delas’, que vem ganhando força junto aos parceiros e instituições, tem um objetivo muito claro, que é contribuir para melhorar as condições do transporte para todos, sejam os motoristas e as motoristas, as cristais e até para quem um dia entrará nessa profissão tão bonita”, diz Ebru. “A infraestrutura para a mulher precisa melhorar em todas as áreas de transporte, seja nos postos de combustível, nos pátios de descarga, nos terminais logísticos ou nas empresas, com espaço adequado para as motoristas e para quem acompanha os motoristas, como as cristais. Ainda há muito a se fazer, mas ações simples podem fazer a diferença na vida das profissionais e das cristais”.


Como exemplo de iniciativas da Mercedes-Benz, Ebru cita a promoção “Na Direção dos seus Sonhos”, que selecionou 30 mulheres para receber ajuda de custo para tirar sua carteira de motorista profissional. “São histórias lindas e emocionantes. Com a ajuda de todos, estamos mudando algumas vidas”, diz ela, que destacou também algumas adequações feitas dentro da fábrica de São Bernardo do Campo para receber melhor os motoristas que fazem entregas na Empresa, com ações como a semana da saúde, atendimento ambulatorial na portaria e entrega de uma lembrança no aniversário dos motoristas cadastrados.


“Criado pela Mercedes-Benz para conscientizar a sociedade sobre a importância da mulher no transporte, o Movimento ‘A Voz Delas’ está totalmente alinhado à estratégia de responsabilidade social da Empresa e ao nosso compromisso com o ecossistema do transporte responsável, o que também envolve a qualidade de vida, saúde e segurança de quem leva cargas por todos os cantos desse imenso País continental”, destaca Ebru.




Regulamentação da infraestrutura do transporte


Ana Carolina Jarrouge ressaltou que há no Brasil uma legislação sobre a infraestrutura no transporte, que envolve locais de espera apropriados e seguros para caminhoneiras, caminhoneiros e cristais. “Temos uma Lei que regula tempo de jornada, prevê períodos de descanso para evitar fadiga e aumentar a segurança do motorista e evitar acidentes nas estradas”, diz ela.


A presidente executiva do SETCESP cita ainda a Portaria 944 do Ministério do Trabalho e Emprego, de 2015, que estabelece condições de segurança, sanitárias e de conforto nos locais de espera, de repouso e de descanso dos motoristas profissionais de transporte rodoviário de passageiros e de cargas. “Precisamos cuidar das motoristas e dos motoristas, porque 60% do transporte de carga no Brasil é feito pelo modal rodoviário”, afirma.


Em seu depoimento, Roberta Torres, do Observatório Nacional de Segurança Viária, ressaltou que dirigir descansado é fundamental para o motorista e também para todas as outras pessoas que estão envolvidas no trânsito. “Sono e cansaço representam quase 40% dos acidentes nas rodovias federais do Brasil. O motorista precisa então estar 100% com atenção à condução do veículo e ao tráfego. O descanso é o momento de recuperação da energia”.


Vovó Cida e o olhar para o ser humano


Vovó Cida diz que a ONG Guerreiros da Estrada, entidade que reúne o MNCB (Movimento Nacional de Caminhoneiros(as) do Brasil e UNCC (União Nacional de Cristais e Caminhoneiros), atua especialmente com foco na conscientização sobre as condições de trabalho. “Nós olhamos para o que chamamos de grande família caminhoneira, buscando valorizar a profissão. Parabenizo a Mercedes-Benz pela disposição de levantar esse debate sobre a infraestrutura do transporte para as mulheres, porque quanto mais a gente fala disso, mais a gente vai conscientizar as pessoas e as empresas de que alguma coisa precisa ser feita urgentemente para as motoristas e as cristais”.


“O que queremos não é só para o caminhoneiro e as cristais, é para o ser humano. Espero que muitas outras empresas tenham esse olhar”, conclui Vovó Cida.


Assista o “Programa Delas” no Facebook e no YouTube


Para assistir ao bate-bola sobre infraestrutura para mulheres no transporte, na íntegra, clique nos links abaixo:

Facebook: https://www.facebook.com/events/1304914676613610?ref=newsfeed

YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=CmZymqlD-cw




Fonte: Divulgação Mercedes Benz

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo