top of page

SETRACAJO tem nova diretoria com a presença de mulheres

A gestão 2024 a 2026 tem Daniela Rabaiolli, Mariluci Pereti de Lima e Josiane Winter como integrantes

A diretoria do SETRACAJO (Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e de Operações Logísticas de Joinville) está mais feminina. A nova gestão eleita por aclamação e presidida por Jácomo João Isotton Neto, tomou posse no dia 31 de janeiro, e tem como integrantes três importantes mulheres do TRC: Daniela Rabaiolli, Mariluci Pereti de Lima e Josiane Winter.

Rabaiolli assumiu o posto de membro do Conselho Fiscal. Para ela, agora o seu compromisso é garantir a representatividade do setor e o fato de ser mulher traz uma vantagem nessa missão. “Uma visão feminina, é mais um ponto de vista que agrega na resolução de problemas e tomada de decisões. Precisamos dessa diversidade para sermos cada vez mais completos”.

O presidente Jacomo João Isotton Neto, foi o primeiro coordenador da Comjovem em Joinville/SC e a primeira pessoa a endossar a composição feminina na gestão do sindicato.

“Eu defendo uma maior participação das mulheres para enriquecer ainda mais o nosso segmento de transporte de cargas. As mulheres contribuem para deixar as reuniões mais ricas, trazendo outras abordagens e a visão sobre assuntos importantes”, afirma ele.

Com uma trajetória de 26 anos dedicados ao transporte, Mariluci de Lima Pinheiro fala das dificuldades de ser mulher nesse ramo, e ainda conciliar as responsabilidades de empresária, mãe e esposa, além de participar ativamente da diretoria do SETRACAJO, como 2ª Secretária.

“Traz desafios consideráveis e também uma rica experiência que me proporciona a oportunidade de contribuir de maneira significativa para toda a classe e buscar, com os colegas da nova diretoria, mudanças positivas em nosso setor”, pontua.

Os sindicatos desempenham um papel fundamental na defesa dos interesses dos transportadores de cargas em todo país. Em Joinville a SETRACAJO tem cumprido esse papel com muita seriedade.

Segundo Winter, que assumiu como Suplente no Conselho Fiscal, fazer parte de uma instituição com essa é ter a certeza de estar ao lado de pessoas extraordinárias.  “Aqui, homens e mulheres estão unindo esforços para que o setor da nossa região possa superar as barreiras apresentadas e trazer avanços para os próximos anos”, garante.

34 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page