top of page

Vez, Voz e Atitude

Prestex se une ao Movimento Vez & Voz para valorizar a presença das mulheres no setor de transporte e fomentar o crescimento não apenas em número, mas na qualidade das funções que elas exercem


O mercado de logística é um setor importante para a economia do Brasil. Segundo o Instituto de Logística Supply Chain (ILOS), no país, o setor de logística movimenta aproximadamente R$ 1,5 trilhão por ano e emprega mais de 12 milhões de profissionais. O mesmo estudo do instituto revela que, em 2022, a logística no Brasil representou 13,3% do Produto Interno Bruto (PIB), ou seja, uma fatia considerável da economia no Brasil.


Em relação à participação das mulheres nesse mercado, historicamente, o setor de logística tem sido dominado por profissionais do sexo masculino, mas ao longo dos anos, tem havido um aumento gradual da presença feminina.

Marcia Yoshida, Gerente de Pessoas e Cultura da Prestex, afirma que há um crescente reconhecimento da importância da diversidade de gênero nas organizações, incluindo no campo da logística.


Porém, faz uma ressalva. “É importante observar que desafios relacionados à igualdade de gênero e oportunidades de carreira ainda podem ser encontrados no setor logístico no Brasil, bem como em muitos outros países. Alguns desses desafios podem incluir estereótipos de gênero, diferenças salariais, falta de representatividade feminina em posições de alta hierarquia, entre outros”, explica.


Na empresa Prestex, há um ano e sete meses, Marcia tem orgulho em reconhecer que essas ressalvas não se aplicam ao seu ambiente de trabalho. Especializada em logística emergencial B2B, há 20 anos no mercado, a Prestex vem trazendo referências para o setor também em equidade profissional. Além da representatividade com uma mulher entre os três principais executivos — a Chief Compliance Officer (CCO), Elizabete Loz — a empresa tem hoje 60% de mulheres em posições que vão desde entry level até cargos executivos.


Além de orgulhar-se de estar em uma empresa que busca a equidade de gênero, as executivas foram além e buscaram uma maneira para que essa ideia se espalhasse para todo o mercado de logística. Afinal, no Transporte de Cargas do Brasil a participação das mulheres ainda representa apenas um quarto (24%) dos profissionais, segundo pesquisa realizada a pedido do SETCESP (Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo e Região).

Nessa busca, encontraram o Movimento Vez&Voz, criado pelo SETCESP para valorizar as mulheres que trabalham no setor de Transporte Rodoviário de Cargas (TRC), fomentar o crescimento profissional delas dentro do próprio setor e atrair novos talentos para o TRC.


Camila Florencio, gerente de Comunicação do SETCESP e coordenadora do Vez&Voz, explica que para o Movimento “é importante ter um resultado positivo, não só da quantidade de mulheres no TRC, mas também da qualidade da posição dessas mulheres”.


Com base nessa crença e objetivos tão alinhados com o que a Prestex já empregava, a parceria foi firmada em julho e agora a empresa é aliada oficial do movimento Vez&Voz, que valoriza as mulheres que trabalham no setor de transporte e fomenta o crescimento profissional delas.


“Ser mulher na logística em muitas empresas é um tabu, mas para a Prestex é um grande orgulho falar que elas compõem a maioria do nosso quadro de funcionários. As mulheres têm um senso de urgência muito apurado, além de criatividade, olhar preventivo, coragem e, ao mesmo tempo, sutileza. Sabemos que ainda há muitos desafios para as mulheres no setor de Logística, mas o avanço é produtivo e não tem volta”, finaliza a CCO, Elizabeth Loz.


Fonte: Prestex

26 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page