Fernanda Sarreta: “Avaliação por competência e não pelo gênero”


Comecei no transporte rodoviário de cargas para fazer um estágio de apenas seis meses com meu pai, e acabei ficando. Hoje trabalho há mais de 21 anos no setor.

Quando mais jovem, na minha cabeça eu pensava em trabalhar com hotelaria ou gastronomia, mas nunca em uma transportadora. Quis o destino algo diferente, e ainda bem por isso! Sou muito apaixonada pelo que faço.

Trabalho como vice-presidente administrativa da IC Transportes, mas também sou mãe de dois filhos, um de 9 e outro de 13 anos. E, sou eu quem estou a maior parte do tempo com eles. Meu marido trabalha fora durante a semana e vem para casa fim de semana. Parece complicado, mas eu me viro bem com essa dinâmica. Coloco tudo na agenda, inclusive, o tempo de ficar com filhos e marido. Isso me ajuda a não me auto-sabotar e conciliar casa e trabalho.

É um desafio, que digo que é recompensado ao ver o desenvolvimento profissional das pessoas ao meu redor e saber que eu participei deste crescimento. Costumo dizer que, todo mundo deveria pensar no quanto pode fazer por alguém com pequenos gestos.

Sou muito engajada em questões sociais e vejo muita coisa que planejei antes, dando certo agora. Iniciei um movimento social, tempos atrás, que era um sonho e já está virando realidade. Nunca pensei em desistir. Sinto-me muito realizada.


Quanto ao tema equidade de gênero, eu acredito que falta muito para atingirmos um equilíbrio, porém estamos no caminho, e vamos alcançar esse objetivo. A mentalidade da nova geração já é bem mais avançada em relação a isso.


Nunca tive dificuldade de me posicionar e demonstrar meus limites, mas enxergo o transporte como um setor ainda individualista e competitivo demais.


Hoje, na minha empresa, eu garanto que, em nenhum momento, façamos avaliação salarial pelo gênero e, somente pela competência.


É muito importante entendermos o ponto forte de cada gênero e valorizar a diversidade. É isso que buscamos, e não o domínio das mulheres.


Todos nós temos oportunidade de fazer a diferença. Faça a sua parte. Seja um exemplo!


*Por Fernanda Sarreta - Vice-presidente na IC Transportes

Conecte-se com a Fernanda no LinkedIn


75 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo